Pilates: equilíbrio do corpo e da mente

 
Joseph+Piltes+at+Jacob's+Pillow.jpg

Domínio da mente sobre o controle completo do corpo fazendo com que uma mente sã “habite” um corpo são.

Os princípios básicos do Pilates estão presentes em todas as aulas, a cada exercício realizado, em cada comando do instrutor e em todos os momentos que buscamos, de alguma forma, despertar uma consciência de interiorização no aluno para que seja de fato praticada a arte da Contrologia (nome oficial dado pelo criador do método, Joseph Pilates). Posteriormente, o método ganhou o seu sobrenome, Pilates.

São seis os princípios básicos do método Pilates e eles não estão em ordem de importância, porque um necessita do outro para garantir o bom desempenho fisico durante as aulas.

1.    RESPIRAÇÃO

2.    CONCENTRAÇÃO

3.    CENTRALIZAÇÃO

4.    CONTROLE

5.    PRECISÃO

6.    FLUIDEZ


RESPIRAÇÃO ajuda a estimular a ativação dos músculos do centro de forca, com o corpo rico abundantemente de oxigênio “puro” e “fresco”, além de auxiliar no alívio das tensões;

CONCENTRAÇÃO constante, para integrar o corpo na busca do seu melhor desenvolvimento;

CENTRALIZAÇÃO da força, organizando o corpo para o movimento;

CONTROLE do corpo e domínio de todos os movimentos integrados, com o objetivo de utilizar apenas os músculos necessários e o esforço suficiente para cada repetição;

PRECISÃO na busca da qualidade dos movimentos em sua correta execução;

FLUIDEZ para a melhora do condicionamento físico e a transição entre os exercícios;

Estes são os conceitos de cada um dos princípios do Pilates. Conhecê-los isoladamente nem sempre facilita que apliquemos na nossa rotina de exercícios. É no sentido de facilitar a identificação de cada um deles que descrevo como eles funcionam a fazem toda a diferença na prática do Pilates.

A respiração completa (inspiração e expiração do ar) leva sangue rico em oxigênio para todo o nosso corpo num “mecanismo de limpeza” que revigora e rejuvenesce mente e corpo.

A cada exercício realizado devemos nos concentrar (estar presentes) na execução do exercício, centralizando a força e proporcionando a estabilidade dinâmica que o corpo precisa.

Com o controle total dos músculos recrutados, sem desperdício de energia, e movimentos precisos evitando, desta forma, o risco de lesões.

A fluidez natural, ou seja, a graciosidade nos movimentos é o grande diferencial do método que busca semelhança à nossa maneira natural de movimentação, tornando a execução precisa e leve.

Se pensarmos nestes princípios desde o aquecimento, nos beneficiaremos muito melhor do método e, a cada aula, perceberemos nossa evolução e as transformações em nosso corpo. Isso nos motivará cada vez mais a praticar o método e a inseri-lo não só nas aulas, mas em nossas vidas.  

Se você já pratica o Pilates, tenho certeza que, depois deste post, você vai caprichar mais ainda nas aulas. Ainda não experimentou o Pilates? Vamos praticar! 

Espero você nas aulas.


Fátima Alencar é instrutora de Pilates e Educadora Física no Global Pilates Pinheiros. É certificada pelo Centro de Ginástica Postural Angélica  - CGPA em matwork, reformer, cadillac, chair, high barrel,  equipamentos auxiliares e biomecânica aplicada ao método Pilates. Sua formação ainda inclui os cursos Core 360º - Treinamento Funcional,  Compreendendo o Movimento Humano (Unifesp), Pilates na Gestação, Pilates na Terceira Idade, Treinamento Avançado na Atuação do Professor, Reeducação Postural e Trabalho Funcional com a Bola.